27 06 2017 comiteejecutivo27 de junho de 2017 – O Comitê Executivo da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) iniciou nesta segunda-feira (26), em sua 160ª sessão, as discussões sobre estratégias e planos de ação para melhorar a saúde das Américas. O comitê é composto por nove Estados Membros e faz recomendações sobre questões de saúde pública a serem consideradas pela Conferência Sanitária Pan-Americana.

Presidido pela Argentina, o comitê se reúne até 30 de junho para discutir estratégias e planos desenvolvidos em consulta com os Estados Membros que orientam a cooperação regional.

Entre os principais tópicos abordados estão planos de ação para garantir a sustentabilidade da eliminação do sarampo, rubéola e síndrome da rubéola congênita, além do fortalecimento de estatísticas vitais e de saúde. A estratégia de recursos humanos para o acesso universal à saúde e a estratégia e plano de ação para fortalecer o controle do tabaco nas Américas também serão discutidos no Comitê.

"Desde o nosso último encontro, o mundo mudou drasticamente e estamos continuamente expostos a riscos econômicos, ambientais, geopolíticos, sociais e tecnológicos", disse Carissa F. Etienne, diretora da OPAS/OMS. No entanto, "a OPAS continuou a trabalhar de forma diligente e sistemática com os Estados Membros para avançar rumo às metas regionais de saúde compartilhadas", acrescentou.

Carissa detalhou essas realizações, incluindo o progresso para alcançar o acesso e a cobertura de saúde em todo o mundo, fortalecendo a prontidão e a resposta às emergências e eliminando doenças infecciosas como o sarampo, a oncocercose, o tracoma e a transmissão do HIV de mãe para filho, bem como a sífilis congênita.

Durante a reunião, representantes de Antígua e Barbuda, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Guatemala, Panamá, Trinidad e Tobago e Estados Unidos também abordarão uma política de etnicidade e saúde e a Agenda de Saúde Sustentável para as Américas 2018-2030. "Esperamos que esse instrumento estratégico forneça a direção e a visão política para o desenvolvimento da saúde na região durante os próximos 13 anos", disse Etienne na cerimônia de abertura.

O Comitê Executivo também receberá informações sobre o processo eleitoral do diretor da OPAS, que será realizado durante a Conferência Sanitária Pan-Americana, em setembro deste ano. Os membros também debaterão o orçamento da Organização para 2018 e 2019.

As deliberações do Comitê determinarão a agenda final a ser abordada durante a 29ª Conferência Sanitária Pan-Americana, que acontecerá de 25 a 29 de setembro deste ano.

O Comitê Executivo funciona como um grupo de trabalho da Conferência Sanitária Pan-Americana e do Conselho Diretor da OPAS. É composto por nove Estados Membros eleitos pela Conferência Sanitária Pan-Americana ou pelo Conselho Diretor da OPAS para servir por períodos de três anos. Reúne-se duas vezes por ano ou de forma mais frequente se houver um pedido especial do diretor da OPAS ou de pelo menos três Estados Membros.