sarampo rubeola vacina12 de julho de 2017 – As ações que precisam ser implementadas em países das Américas para manter a eliminação do sarampo e da rubéola estarão no centro da agenda de trabalho do Grupo Técnico Assessor sobre Doenças Imunopreveníveis, que se reúne na Cidade do Panamá entre 12 e 14 de julho.

A região das Américas foi declarada livre do sarampo em setembro de 2016 e da rubéola e síndrome congênita da rubéola em abril de 2015. Esse grupo de trabalho analisará uma série de ações propostas para manter ambas as conquistas na região, que foi a primeira do mundo a alcançá-las.

O Grupo Técnico Assessor reúne representantes dos Programas Ampliados de Imunizações de mais de 30 países das Américas, especialistas da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), representantes dos setores de vigilância epidemiológica e de laboratórios dos ministérios da Saúde, bem como integrantes dos comitês assessores nacionais de imunização.

O sarampo foi a quinta doença prevenível por vacinação a ser eliminada nas Américas, onde já se havia erradicado a varíola, em 1971; eliminado a poliomielite, em 1994; e a rubéola e a síndrome da rubéola congênita, em 2015. Neste ano, celebram-se os 40 anos do Programa Ampliado de Imunizações, que em cada país das Américas tem sido a força motriz dessas conquistas, um feito que o Grupo Assessor Técnico reconhecerá durante o encontro.

Na reunião, os especialistas vão analisar também como os países podem se preparar para certificar a erradicação global da poliomielite, uma doença eliminada na região em 1994 e que está a caminho de ser erradicada do mundo. Debaterão ainda sobre as maneiras de acabar com as brechas nas coberturas de vacinação como forma de promover a equidade em saúde nas Américas. Além disso, o grupo avaliará as prioridades sobre o uso das vacinas contra o HPV na região.

Outros temas a serem discutidos são: a melhora no acesso e fornecimento de vacinas e seringas por meio do Fundo Rotatório de Vacinas da OPAS; uma nova proposta para responder à coqueluche nas Américas; e o fortalecimento da cadeia de frio e fornecimento no continente.

Também participarão do encontro representantes de agências e parceiros como UNICEF, Aliança GAVI, Instituto Sabin, Rotary International e Centros para o Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, entre outros.

O Grupo Técnico Assessor sobre doenças preveníveis por vacinas da OPAS é o fórum que lidera a revisão e promoção dos objetivos e estratégias para a imunização nas Américas. Nesse sentido, revisa os progressos dos programas nacionais de imunização, identifica as necessidades de pesquisa e supervisiona os resultados das pesquisas em andamento. O grupo, formado há 32 anos, é convocado periodicamente para trabalhar sobre esses objetivos.