febre amarela nigeria24 de janeiro de 2018 – O governo da Nigéria lançará nesta quinta-feira (25) uma campanha de vacinação em massa para evitar a propagação da febre amarela, com o apoio da Organização Mundial de Saúde (OMS) e parceiros. Mais de 25 milhões de pessoas serão vacinadas ao longo do ano, na maior campanha de vacinação contra a febre amarela da história do país.

O plano de imunização faz parte dos esforços para eliminar a epidemia global de febre amarela até 2026. A campanha preventiva usará vacinas financiadas pela Gavi, a Vaccine Alliance e será apoiada pelo UNICEF. Começará em 25 de janeiro nos estados de Kogi, Kwara e Zamfara e, em seguida, seguirá para o estado de Borno, onde a campanha se concentrará em acampamentos para pessoas internamente deslocadas e comunidades de acolhimento circundantes. Mais de 8,6 milhões de pessoas serão vacinadas nos quatro estados nos próximos dias.

“O objetivo da campanha preventiva de vacinação de febre amarela em massa é reduzir a transmissão da doença alcançando uma cobertura de 90% na implementação dos estados e áreas de governo local de acordo com a estratégia para a Eliminação das Epidemias de Febre Amarela até 2026”, disse Faisal Shuaib, diretor Executivo da Agência Nacional de Desenvolvimento da Saúde Primária.

A febre amarela é uma doença hemorrágica viral aguda transmitida por mosquitos infectados e evitável por vacina. O atual surto de febre amarela na Nigéria começou em Ifelodun, estado de Kwara, no oeste da Nigéria, em setembro de 2017. No início de janeiro de 2018, foram notificados 358 casos suspeitos em 16 estados, com 45 mortes.

No final de 2017, a Nigéria vacinou mais de três milhões de pessoas em uma campanha inicial emergencial de vacinação contra a febre amarela, com o objetivo de conter rapidamente o surto. No entanto, o vírus da febre amarela continua circulando em diferentes partes do país onde as pessoas permanecem em grande medida desprotegidas.

A OMS apoia a vacinação por meio da formação de milhares de profissionais de saúde em como administrar a vacina, ajudando a rastrear casos de febre amarela e fornecendo coordenação e suporte logístico para essa operação altamente complexa.

“Com uma única dose da vacina, um indivíduo está protegido para a vida contra a febre amarela”, disse Wondimagegnehu Alemu, representante da OMS na Nigéria. “Este é um empreendimento maciço que levou semanas de planejamento. Quase 3.000 equipes de vacinação estão sendo mobilizadas nos quatro estados participantes da campanha”.

EYE: cenário para 2026

Uma coalizão de parceiros desenvolveu a estratégia para eliminar a epidemia de febre amarela (EYE, na sigla em inglês), dirigida pela OMS, Gavi e UNICEF, para proteger as populações em risco, prevenir a propagação internacional e conter surtos rapidamente. Como uma zoonose (qualquer doença ou infecção naturalmente transmissível de animais vertebrados para seres humanos), a febre amarela não pode ser erradicada, mas as epidemias podem ser eliminadas se os níveis de imunidade da população forem efetivamente aumentados por meio da vacinação em massa e sustentados pela vacinação infantil de rotina. O objetivo da Estratégia EYE é eliminar as epidemias de febre amarela no mundo até 2026.

Espera-se que uma segunda fase da campanha de vacinação em massa na Nigéria ocorra mais tarde em 2018. Isso faz parte de uma abordagem por etapas para construir a imunidade entre os residentes.

“Isso deve proporcionar alta imunidade populacional em todo o país. A OMS pede o apoio contínuo dos parceiros para proteger o povo nigeriano e acabar com a epidemia de febre amarela em 2026”, disse Alemu.