Perguntas frequentes sobre álcool e COVID-19

O consumo de álcool está associado com uma variedade de agravos comunicáveis e não comunicáveis, além de transtornos mentais, que podem tornar uma pessoa mais vulnerável à COVID-19. Especificamente, como o álcool compromete o sistema imunitário, existe um risco aumentado de se infectar pelo vírus e de ter desfechos adversos de saúde. O consumo excessivo de álcool também é um fator de risco para a pneumonia e outras infecções pulmonares, e o desenvolvimento da síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA), que é uma das principais complicações da COVID-19. Há evidência preliminar de que o consumo crônico de álcool é um fator de risco provável para a gravidade da COVID19, mas informações a respeito não estão sendo coletadas sistematicamente dos pacientes.

Disponível em inglês e espanhol