Lançamento do Relatório sobre Controle do Tabaco para a Região das Américas 2022

Lançamento do Relatório sobre Controle do Tabaco para a Região das Américas 2022
Lançamento do Relatório sobre Controle do Tabaco para a Região das Américas 2022

Junte-se a nós na segunda-feira, 15 de agosto de 2022, no lançamento do Relatório sobre o Controle do Tabaco para a Região das Américas 2022. Este será um evento transmitido no Zoom.

O Relatório sobre o Controle do Tabaco na Região das Américas 2022 descreve o progresso da implementação do pacote de medidas técnicas MPOWER no período de 2018 a 2021. Embora tenha se observado um progresso significativo, o relatório também destaca lacunas na aceleração da agenda de controle do tabaco, tanto no nível mundial quanto regional. Coletivamente, 26 dos 35 Estados Membros da região estão implementando pelo menos uma medida do pacote de medidas técnicas MPOWER no mais alto nível de aplicação, o que representa uma proteção de 96% da população da região contra os danos do tabaco. Nove Estados Membros ainda não implementaram nenhuma das seis medidas. Vinte e quatro países estão implementando a medida P (Proteger as pessoas contra a exposição à fumaça de tabaco [ambientes livres de fumaça de tabaco]) no mais alto nível de desempenho, e 22 países estão implementando a medida W (Alertar sobre os perigos do tabaco) nesse nível. Existe uma defasagem na implementação das outras 4 medidas do pacote MPOWER. O relatório também detalha como a pandemia mundial de COVID19 é vista como a principal ameaça à agenda do controle do tabaco. O crescente desenvolvimento de produtos novos e emergentes de tabaco e nicotina e a maior acessibilidade a esses produtos aumentam o desafio de acelerar o controle do tabaco nos níveis mundial e regional. 

Em meio a todos esses desafios, em 2020 a América do Sul tornou-se a primeira sub-região da Região das Américas a ficar 100% livre de fumaça. A região também viu um declínio na prevalência do tabagismo, passando a ter a segunda menor prevalência de tabagismo atual no mundo. Portanto, é provável que a Região das Américas esteja no rumo certo para atingir uma redução relativa de 30% na prevalência do tabagismo entre indivíduos com 15 anos de idade ou mais até 2025, conforme o objetivo 5 do Plano de ação mundial da OMS para prevenção e controle de doenças não transmissíveis 2013‑2020.

Como participar