Relatório "Tributação das Bebidas Adoçadas no Brasil"

Os impostos de saúde salvam vidas, diminuem os gastos em saúde e aumentam a arrecadação. Poucas intervenções têm o poder de salvar tantas vidas como é o caso do aumento dos impostos do tabaco, álcool e bebidas açucaradas. Ao elevar suficientemente o preço do tabaco, álcool e bebidas açucaradas, estes impostos são eficazes na redução do consumo destes produtos, especialmente entre grupos de menor renda e entre os jovens, impactando positivamente na saúde pública.

Download (2.25 MB)