Categoria Homeopatia do DeCS é atualizada

20 Mar 2023
Categoría Homeopatia del DeCS
20 Mar 2023

São Paulo, 20 de março de 2023. Em virtude da dinâmica da produção do conhecimento, a revisão de categorias temáticas do tesauro Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) é uma necessidade contínua no contexto da atualização terminológica.

Diretrizes regionais para a construção e gestão de vocabulários controlados sugerem que o acréscimo de novos termos a um vocabulário controlado deve ser validado por comitês de especialistas, assim como a modificação de termos ou de seus relacionamentos deve ser fundamentada em critérios que incluem a substituição de termos pouco usados por outros de maior especificidade. Dentre tais critérios, adota-se a quantidade e a natureza dos registros indexados em bases de dados. A melhoria da especificidade dos termos contribui para a descoberta de novos recursos de informação e a seleção dos termos mais apropriados para a busca e recuperação da informação.

A categoria Homeopatia foi lançada na edição de 1990 do DeCS, em colaboração com especialistas da Associação Paulista de Homeopatia. É uma das cinco categorias exclusivas do tesauro e é gerida pela BIREME/OPAS/OMS, independentemente do tesauro Medical Subjects Heading (MeSH), da National Library of Medicine dos Estados Unidos. Seus mais de 1.900 descritores são empregados na indexação de artigos e documentos da área nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), entre elas, a Homeoindex. A base de dados Homeoindex, específica para temas de Homeopatia, possui quase 13.000 documentos e reúne publicações nos idiomas português, espanhol, francês, inglês, italiano, alemão e esperanto.

A categoria Homeopatia foi revisada há mais de 10 anos. Hoje, a categoria conta com 1.912 descritores, sendo 1.645 exclusivamente do DeCS e 267 descritores provenientes do MeSH, os quais também fornecem estruturação à área temática.

O DeCS/MeSH é organizado de forma a representar as relações semânticas entre seus termos por meio de categorização de seus conceitos. Em cada categoria, os descritores são ordenados hierarquicamente do mais geral ao mais específico e cada descritor pode estar representado em pelo menos uma posição na hierarquia, podendo se localizar em quantos pontos forem apropriados.

Considerando a evolução da linguagem, constatou-se a desatualização ou inadequação de certas relações entre descritores da categoria Homeopatia bem como o baixo ou nulo emprego de outros. Por esse motivo, desde outubro de 2022, a BIREME tem realizado discussões mensais online de proposição e acompanhamento dos ajustes técnicos em descritores, respaldadas por especialistas na referida área do conhecimento que incluem profissionais da saúde, farmacêuticos e bibliotecários.

Nestas sessões, são propostas atividades de adequação às normas de representação de conceitos em tesauros, correções técnicas das atuais relações de superordenação ou de subordinação nas hierarquias dos conceitos, revisão dos descritores, bem como de suas notas de escopo e indexação, que, respectivamente, delimitam a área conceitual abrangida por determinado descritor e que são usadas para orientar o ato de indexar, propriamente dito.

A incorporação de pequenas alterações de grafia e de ordenação será feita continuamente ao longo do período estipulado para a revisão e poderá constar a partir de quaisquer edições futuras do DeCS, visto que o vocabulário é dinâmico e anualmente atualizado. O prazo, porém, para a incorporação total das alterações estruturais é limitado à edição de 2025 (previsão de lançamento no primeiro semestre de 2025) do vocabulário controlado DeCS/MeSH.

Notas
O tesauro multilíngue DeCS foi criado pela BIREME/OPAS/OMS em 1986, a partir do MeSH, para servir como linguagem única na indexação e recuperação da literatura científica e técnica específica da região da América Latina e Caribe nas fontes de informação disponíveis na Biblioteca Virtual em Saúde.

Além dos termos originários das 16 categorias do MeSH traduzidos aos idiomas espanhol, francês e português, foram desenvolvidas pela BIREME/OPAS/OMS, cinco categorias exclusivas do DeCS: Ciência e Saúde [SH], Homeopatia [HP], Saúde Pública [SP], Vigilância em Saúde [VS] e Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas [MT].