Contribuição da BIREME à Emergência Sanitária no Território Yanomami

23 Fev 2023
Video Fiocruz: pueblo Yanomami
23 Fev 2023

23 de fevereiro de 2023 (OPAS) Os povos indígenas do território Yanomami passam por uma crise de assistência humanitária em decorrência da desassistência a seus habitantes e dificuldades de acesso à saúde, o que levou o Ministério da Saúde do Brasil (MS), por meio da Portaria GM/MS Nº 28 de 20 de janeiro de 2023, a declarar Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) no Território Yanomami.

A Portaria estabelece o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública –  (COE – Yanomami) como mecanismo nacional da gestão coordenada da resposta à emergência no âmbito nacional. Compete ao COE – Yanomami planejar, organizar, coordenar e controlar as estratégias de resposta e medidas a serem empregadas para responder a ESPIN no Território Yanomami, incluindo a mobilização de recursos para o restabelecimento dos serviços de saúde e a articulação com os gestores estaduais e municipais do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em solidariedade a esta emergência, a BIREME se une às ações de mobilização e desenvolve uma Vitrine do Conhecimento na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) para facilitar o acesso à evidência científica e informação técnica relevante para os profissionais que atuam no enfrentamento da emergência em Saúde Pública no território Yanomami.

Vitrine do Conhecimento Emergência Sanitária no Território Yanomami foi publicada na BVS no dia 26 de janeiro e desde então vem sendo atualizada diariamente com a informação relevante para o enfrentamento dos principais problemas de saúde que vem assolando o povo Yanomami:

– Insegurança alimentar, desnutrição grave e doenças diarreicas agudas

– Malária e tuberculose

– Contaminação por mercúrio

Estas questões estão alinhadas, ademais, ao tema em destaque de Preparação para Emergência em Saúde Pública. Entre os tipos de documentos selecionados e destacados na vitrine estão guias de prática, revisões sistemáticas, documentos de referência (inquéritos de saúde) e documentos da OPAS/OMS sobre Preparação para Emergência em Saúde Pública. A Vitrine também faz referência a outros recursos e sites relevantes sobre a temática:

– Canal de notícias Missão Yanomami do Ministério da Saúde

– Centro de Operação de Emergências – COE Yanomami

– Sala de Situação para a Terra Indígena Yanomami

– Coleção Saúde dos Povos Indígenas – Editora FIOCRUZ

– Vitrine do Conhecimento – Alcoolismo em Comunidades Indígenas

– Vitrine do Conhecimento – Infecções Sexualmente Transmissíveis

BVS Saúde Indígena e BVS dos Povos Indígenas

Mais uma iniciativa de solidariedade e de contribuição para o enfrentamento da emergência sanitária na Terra Yanomami, as equipes da BIREME e da FIOCRUZ retomaram a colaboração para reativação da BVS dos Povos Indígenas, coordenada pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, buscando integração com a BVS Saúde Indígena que está em fase de desenvolvimento em coordenação com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) do MS.

Neste sentido, cabe destacar a base de dados sobre povos indígenas, que reúne cerca de 6.500 recursos de informação como livros, teses, vídeos, documentos não convencionais, notícias, sites e outros. Toda informação está categorizada por grandes assuntos e etnias indígenas.

 

Crédito da imagem da página principal. 
Imagem do vídeo de animação “Amazônia sem garimpo”  https://www.youtube.com/watch?v=OPDDWjLiqDk&t=7s . (Vídeo relacionado nas fontes de informação da Vitrine do Conhecimento Emergência Sanitária no Território Yanomami. 
Produção Executiva: Ana Claudia Santiago de Vasconcellos (EPSJV/Fiocruz) e Paulo Cesar Basta (ENSP/Fiocruz). 
Financiamento: Programa INOVA Fiocruz e VPAAPS/Fiocruz via projeto “Aprimoramento do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, através do desenvolvimento de estudos técnicos, pesquisas científicas e ações estratégicas, essenciais para a diversificação, ampliação e qualidade dos serviços de saúde prestados aos indígenas”. 
Realização: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), em parceria com a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), da Fiocruz.