BIREME marca presença na II Cúpula Mundial de Medicina Tradicional e Complementar em direção a uma Medicina Integrativa

31 ago 2021
Cumbre MTCI

II Cumbre Mundial de Medicina Tradicional y Complementararia: Hacia una Medicina Integrativa, realizada entre os dias 16 e 25 de julho, foi marcada pela participação de mais de 180 palestrantes de referência oriundos de 30 países. Com o objetivo de compartilhar experiências relevantes, gerando a possibilidade de conhecer diferentes realidades de cada região do mundo, o evento foi organizado pelo Colegio Médico del Perú, por meio de seu Comitê de Medicina Tradicional, Alternativa e Complementar, com o apoio da Rede de Medicina Tradicional, Complementar e Integrativas das Américas, do Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa (CABSIN) e da Academy of Integrative Health & Medicine, além do apoio da Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), por meio da sua Representação no Peru, e com a presença da Representante da OPAS/OMS no Peru, Carlos Garzón e do Brasil, Socorro Gross, bem como Embaixadores de vários países.

O evento foi realizado de forma virtual durante seis dias de atividades, 60 horas de transmissão ao vivo em dois canais de YouTube com tradução simultânea inglês/espanhol, resultando mais de 50 mil visualizações.

A Conferência Magistral intitulada “Estratégia de Medicina Tradicional da Organização Mundial da Saúde” proferida por Zhang Qi, autoridade de Medicina Complementar, Tradicional e Integrativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), apresentando uma visão global da medicina tradicional complementar e integrativa e suas perspectivas para o futuro, a fim de harmonizar o desenvolvimento integral da MTCI em todos os países.

O evento de abertura contou com intervenções de várias autoridades. Aqui, destacamos alguns deles.

A Representante da OPAS/OMS no Brasil, Socorro Gross afirmou: “essa rede de medicina tradicional, complementar e integrativa das Américas é um dos frutos do trabalho conjunto dos países, porque a Organização promove essa união entre os países para impulsionar ações que melhorem a vida das pessoas. Também quero destacar e felicitar o esforço que o Brasil tem feito, junto com BIREME, com a Biblioteca Virtual em Saúde MTCI e com o Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa que tem desenvolvido os mapas de evidência que dão cada dia mais visibilidade às evidências da medicina tradicional e integrativa. E que ajudam a posicionar as práticas integrativas em nossos serviços e em nossos sistemas de saúde, especialmente na atenção primária e nas políticas públicas de nossos países.”

A Presidente do Comitê MTCI e do Comitê Organizador, Martha Villar que destacou: “a OMS, juntamente com a OPAS, nos 40 anos de celebração da atenção primária de saúde em sua Declaração de Astana, afirma que o êxito na atenção primária da saúde dependerá do desenvolvimento de conhecimentos e capacidades utilizando tanto saberes científicos como também tradicionais. Neste contexto e com o objetivo de gerar um espaço para compartilhar conhecimentos, desde diferentes lugares do mundo é que o Colégio Médico do Peru, através de seu Comitê de Medicina Tradicional, Complementar e Integrativa está organizando esta Cumbre. Buscando sempre a articulação da MTCI nos sistemas de saúde, além de resgatar o profundo valor que representa os saberes ancestrais para a saúde das comunidades.”

Segundo Carlos Garzón, Representante da OPAS/OMS no Peru “A medicina tradicional e complementar é uma parte importante, e com frequência subestimada, na atenção em saúde, sendo praticada em todos os países do mundo, com uma demanda crescente. A medicina tradicional, de qualidade e eficácia comprovada, contribui para assegurar o acesso a todas as pessoas a fim de conquistar uma saúde com acesso universal.” Para apoiar, a OPAS desenvolveu um grupo de trabalho interdisciplinar, que já foi comentado nas apresentações prévias, que é integrado por muitas unidades. No entanto, gostaria de destacar o Departamento de Serviços de Saúde, a Unidade de Equidade de Gênero e Cultura e o Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME). Ademais, como foi comentado, queria destacar a Biblioteca Virtual em Saúde MTCI, que tem como objetivo facilitar o acesso, a visibilidade, o uso e a geração de conteúdo científico, técnicos e educativo de grande importância neste momento”.

II Cumbre Mundial também foi marcada por palestras e discussões vinculadas ao tema “Pesquisa e gestão da informação em MTCI”, que foi debatido no Painel I sobre o panorama geral de investigação em medicinais tradicionais, complementares e integrativas (MTCI). Na ocasião, a BIREME esteve representada por sua Gerente de Serviços e Fontes de Informação, Verônica Abdala, que palestrou sobre o tema: “Publicações científicas e técnicas em MTCI das Américas: visibilidade, acesso, uso e geração”. Verônica afirmou: “todo este trabalho que estamos hoje apresentando em nome da Rede MTCI Américas começou com uma semente plantada em uma reunião na Nicarágua em junho de 2017, através da iniciativa de Socorro Gross, naquela ocasião, como Representante da OPAS/OMS neste país, que promoveu a reunião ‘Avançando para a Saúde Universal, contribuições da Medicina Tradicional e Complementar’. Foi nesta oportunidade que apresentei a proposta de construção de uma BVS para promover, desenvolver, identificar, mapear e fazer a gestão de informações dentro da temática MTCI.”

Segundo Natalia Sofia Aldana, secretária executiva da Rede MTCI Américas, a II Cumbre cumpriu o objetivo de permitir o intercâmbio de experiências de países sobre como avançaram na articulação das MTCIs em seus sistemas e serviços de saúde, na academia, pesquisa e regulamentação, alinhados com a Estratégia de Medicina Tradicional da OMS. Ademais, acima de tudo, permitiu o encontro e o diálogo de saberes entre professores, pesquisadores e ancestrais conhecedores de comunidades indígenas, tomadores de decisão e colaboradores e atores sociais sobre o tema. Na opinião dos palestrantes, a II Cumbre permitiu observar que diferentes atores estão trabalhando com as MTCIs para contribuir com a Saúde Universal, Equidade, Atenção Primária à Saúde e a abordagem intercultural dos serviços de saúde.

Em suas palavras de encerramento, Hernán García Ramirez, Vice-Diretor da Direção de Medicina Tradicional e Desenvolvimento Intercultural do México destacou os temas centrais discutidos na Cumbre e as recomendações contempladas na declaração que se converterão inevitavelmente no roteiro para continuar avançando na articulação das MTCIs. Mencionou os seis eixos que foram dedicados a cada dia em diferentes painéis e conferências plenárias, onde políticas públicas e a regulação, pesquisa e gestão da informação, reconhecimento, proteção, promoção, tudo o que está relacionado com a gestão de serviços de saúde, formação acadêmica, geração de competências e a qualidade dos recursos, insumos e produtos terapêuticos. Por último, o Hernán ratificou o compromisso de apoiar os Estados Membros nas recomendações indicadas na declaração da Cumbre, também para reforçá-los e motivá-los a continuar utilizando o conteúdo científico, técnico e educacional disponibilizado pela Biblioteca Virtual em Saúde e compartilhando experiências positivas para uma Biblioteca Virtual Mundial. Ele complementa: “Nós aderimos às recomendações da Declaração desta II Cumbre para contribuir para a integração e articulação da MTCI nos sistemas e serviços globais de saúde, recomendações que estão harmonizadas no plano estratégico da OMS 2014-2023, bem como a estratégia e plano de ação sobre Etnicidade e Saúde da OPAS 2019-2025, lutando pelo direito de usufruir do máximo nível de saúde para que todas as pessoas se favoreçam e promovam a equidade, a interculturalidade e a qualidade para avançar rumo à saúde universal”.

Vídeos disponíveis

Conferência Magistral do evento, com a participação da Representante da OPAS/OMS no Brasil, Socorro Gross. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=RzzHUbt_kII&t=145s

Participação de Veronica Abdala, Gerente de Serviços e Fontes de Informação da BIREME. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=jML4oa_3azQ

Todos as atividades realizadas durante a II Cumbre Mundial estão disponíveis em: https://www.youtube.com/channel/UCUBPlnqF2Jd73n26TVtUxqQ