Varíola dos macacos

O que é a varíola dos macacos?

A varíola dos macacos é uma zoonose causada pelo vírus monkeypox, do gênero Orthopoxvirus, pertencente à família Poxviridae. A essa família, também pertencem os vírus da varíola e o vírus Vaccínia, a partir do qual a vacina contra varíola foi desenvolvida.

Há duas cepas geneticamente distintas do vírus da varíola dos macacos: a cepa da Bacia do Congo (África Central) e a cepa da África Ocidental. As infecções humanas com a cepa da África Ocidental parecem causar doença menos grave em comparação com a cepa da bacia do Congo.

Transmissão

Tradicionalmente, a varíola dos macacos é transmitida principalmente por contato direto ou indireto com sangue, fluidos corporais, lesões na pele ou mucosas de animais infectados. A transmissão secundária ou de pessoa a pessoa pode acontecer por contato próximo com secreções infectadas das vias respiratórias ou lesões na pele de uma pessoa infectada, ou com objetos contaminados recentemente com fluidos do paciente ou materiais da lesão. A transmissão ocorre principalmente por gotículas respiratórias. Esta enfermidade também é transmitida por inoculação ou através da placenta (varíola dos macacos congênita). Não há evidência de que o vírus seja transmitido por via sexual.

Tratamento

Não há tratamentos específicos para a infecção pelo vírus da varíola dos macacos. Os sintomas costumam desaparecer espontaneamente, sem necessidade de tratamento. A atenção clínica deve ser otimizada ao máximo para aliviar os sintomas, manejando as complicações e prevenindo as sequelas em longo prazo. É importante cuidar da erupção deixando-a secar, se possível, ou cobrindo-a com um curativo úmido para proteger a área, se necessário. Evite tocar em feridas na boca ou nos olhos. Enxaguantes bucais e colírios podem ser usados desde que os produtos que contenham cortisona sejam evitados. Um antiviral desenvolvido para tratar a varíola (tecovirimat, comercializado como TPOXX) também foi aprovado em janeiro de 2022. Mais informações.

 

Leia as perguntas e respostas sobre varíola dos macacos para obter mais informações.

O que a OPAS faz

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) apoia os Estados Membros com atividades de vigilância, preparação e resposta a surtos de varíola dos macacos nos países afetados.
 
A OMS está trabalhando para melhorar o acesso a uma vacina desenvolvida para a varíola (MVA-BN, também conhecida como Imvamune, Imvanex ou Jynneos), que foi aprovada em 2019 para uso na prevenção da varíola e ainda não está amplamente disponível.

Além disso, dada a ocorrência de casos de varíola dos macacos em países dentro e fora da Região das Américas, a OPAS/OMS compartilhou com seus Estados Membros uma série de considerações em relação à identificação de casos, isolamento, identificação e acompanhamento de contatos, o manejo clínico e a prevenção e controle de infecções relacionados à atenção à saúde. Também são oferecidas orientações sobre o tratamento e as vacinas disponíveis.