A Revista Panamericana de Salud Pública comemora 100 anos

17 Jan 2022
Revista Panamericana de Salud Publica

Entre 2021 e 2022, a Revista Panamericana de Salud Pública implementará uma série de ações para comemorar seus 100 anos de vida, uma celebração especial que antecede os 120 anos da Organização Pan-Americana da Saúde e seu contínuo trabalho em favor da saúde nas Américas. Em 1902, representantes de países da região das Américas se reuniram em Washington, D.C. para a Primeira Convenção Internacional de Saúde das Repúblicas das Américas, marcando a criação da Oficina Internacional de Salud (ou Escritório Internacional de Saúde), que deu origem à Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Entre o conteúdo oferecido às autoridades regionais no primeiro Boletín Panamericano de Sanidad, publicado em 1922, estava uma lista de casos e óbitos por doenças contagiosas como cólera, peste bubônica, varíola, tifo exantemático e febre amarela, complementada com informações sobre tratamentos e prevenção. Esta primeira publicação evidencia a visão dos Estados Membros do que então se chamava Escritório Pan-Americano de Saúde de criar um canal para o intercâmbio de dados e informações científicas que respondessem às mudanças nas condições e necessidades da Região.

Cem anos depois, a Revista continua sua missão de comunicar dados importantes, estatísticas, análises precisas e soluções aos países das Américas para ajudá-los a superar seus principais desafios no campo da saúde pública. Ao contrário da época em que foi publicado o artigo “Diagnóstico diferencial e remoção da varíola” (1922), atualmente a Revista recebe a cada ano mais de 1.500 investigações enviadas espontaneamente por autores de diferentes partes do mundo em inglês, espanhol e português, desde avaliações de mortes evitáveis ​​em crianças até consequências de informações falsas divulgadas durante a pandemia COVID-19.

Revista evoluiu com o tempo. Já se foram suas edições impressas, e hoje um leitor de qualquer parte do mundo pode acessar online e gratuitamente números especiais como “Infodemiologia“, ou artigos como este apelo à ação contra as mudanças climáticas, publicados em conjunto com prestigiosas revistas internacionais como LancetBritish Medical Journal e New England Journal of Medicine.

Os mais de 150 artigos publicados a cada ano – selecionados entre mais de 1.500 manuscritos recebidos anualmente – refletem as pesquisas mais recentes sobre as questões regionais de saúde pública mais relevantes. O aumento em dobro do Fator de Impacto ao longo de 2020 e as mais de 150.000 visitas que o site recebe a cada mês mostram o interesse dos leitores. Durante a pandemia, a Revista priorizou artigos relacionados à COVID-19 para apoiar a resposta de saúde, e todos os artigos publicados estão disponíveis em um site dedicado.

Como parte do Departamento de Evidências e Inteligência para Ação em Saúde (EIH) e da equipe de Gestão do Conhecimento, a Revista Panamericana de Salud Pública forja seu legado para o próximo século na produção e disseminação de conhecimento científico aplicável às realidades que mais afetam as Américas.

Revista pode ser acessada gratuitamente, e representa uma valiosa ferramenta de produção e divulgação de informação científica para todos os países das Américas.

site comemorativo dos 100 anos da Revista contém uma linha do tempo da criação da publicação oficial do Escritório Pan-Americano de Saúde, originalmente chamada de Boletín Panamericano de Sanidad. Também estão disponíveis depoimentosnúmeros especiais; uma galeria de podcasts; uma seleção de artigos históricos; e um infográfico com números sobre a Revista.

A OPAS trabalha em estreita colaboração com os países das Américas para orientar as ações de saúde pública e abordar os problemas de saúde prioritários. Esta celebração destaca a importância da solidariedade e da colaboração para proteger a saúde e o bem-estar dos povos da região, especialmente durante as emergências de saúde.

A BIREME, centro especializado da OPAS criado em 1967 com a missão de contribuir para o desenvolvimento da saúde nos países da AL&C por meio da democratização do acesso, publicação e uso da informação, conhecimento e evidência científica, tem orgulho de fazer parte desta história. A BIREME e a Revista colaboram estreitamente na produção e divulgação do conhecimento científico, tendo desenvolvido um Curso de Comunicação Científica gratuito disponível em espanhol e português.

Matéria publicada no Boletim BIREME em 6 de janeiro de 2022.