Contribuição da BIREME para combater a infodemia em tempos de COVID-19

19 Jan 2021
fake news

São Paulo, 19 de janeiro de 2021 (OPAS/OMS)—O Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde – BIREME, como centro especializado da Organização Pan-Americana da Saúde, parte do Departamento de Evidência e Inteligência para Ação em Saúde (EIH), tem desempenhado um papel importante desde o início da pandemia, junto com os esforços da Organização para colocar à disposição dos profissionais de saúde e da sociedade uma série de produtos e serviços com informação confiável sobre a COVID-19.

A seguir, detalhamos alguns deles:

A metodologia das Vitrines do Conhecimento, recurso da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) que destaca conteúdos selecionados sobre temas relevantes e/ou prioritários, foi atualizada e aplicada em três vitrines relacionadas à COVID-19, sendo uma vinculada ao Portal Regional da BVS e duas vinculadas a instâncias temáticas: “Enfermagem COVID-19”, e outra sobre “Contribuições da Medicina Tradicional, Complementar e Integrativa, MTCI, para a pandemia de COVID-19”.

vitrines_covid

Por solicitação da Organização Mundial da Saúde (OMS), a BIREME tem contribuído para o desenvolvimento da base global da literatura científica sobre COVID-19. A interface de busca da base de dados WHO COVID-19 foi lançada em abril, utilizando a mesma plataforma desenvolvida para o Global Index Medicus (GIM). Esse banco de dados é atualizado diariamente e a curadoria dos dados é de responsabilidade da equipe da Biblioteca da OMS, que coordena uma rede global de voluntários e especialistas para a identificação, seleção e organização de documentos. A taxa média de crescimento mensal da base é de 69% entre abril e outubro. Até o momento, são mais de 124 mil documentos disponíveis, dos quais 80% são textos completos. Os acessos à base de dados demonstram a sua visibilidade e impacto global, com acessos de 230 países e territórios, segundo o serviço Google Analytics. Comparando o período de agosto a outubro com maio a julho, houve um crescimento de 93% no número de usuários, 78% nas sessões e 8% nas pageviews. Com oito meses de funcionamento, já soma mais de 515 mil usuários, 658 mil sessões e 1,6 milhão de pageviews.

who-covid

A metodologia de Mapas de Evidências, adaptada pela BIREME, que constitui a representação gráfica das evidências existentes em uma determinada área, classificadas por tipos de intervenção avaliada e resultado medido, foi aplicada à COVID-19 pela Rede MTCI Américas, que sistematizou as evidências de revisões e estudos clínicos randomizados sobre a aplicação de algumas práticas integrativas no manejo clínico dos sintomas da COVID-19, para melhorar a imunidade e para a saúde mental em condições de isolamento social. Além disso, uma série de webinars foi organizada para apresentar e promover discussões com base nas conclusões destes Mapas de Evidências, envolvendo outros países fora da Região, como Itália, Estados Unidos e Índia.

mapasev-covid

e-BlueInfo, o aplicativo móvel que coloca informações para a prática da saúde na palma das mãos dos profissionais de saúde primária, continua a ser usado pelo Brasil, Peru, Guatemala e El Salvador, que publicam conteúdo selecionado e atualizado em o App. Desde o seu lançamento, em dezembro de 2018, são mais de 5.400 downloads, um crescimento de 107% nos últimos 12 meses. Comparando janeiro a outubro de 2020, com o mesmo período de 2019, o e-BlueInfo apresenta um crescimento de 124% das visitas e 102% de pageviews. Devido à pandemia, todos os países participantes inscreveram documentos sobre COVID no contexto de seus sistemas e serviços de saúde.

eblue

BVS continua facilitando o acesso e dando visibilidade a um amplo acervo de fontes de informação em saúde por meio de portais (instâncias) regionais, nacionais e temáticos que aplicam o Modelo da BVS para gestão da informação em saúde. As estatísticas de uso da BVS têm mostrado como o acesso às informações do COVID-19 acompanha os eventos em nível nacional e internacional. Esse comportamento foi observado em 60% dos países e territórios das Américas que acessaram a Vitrine do Conhecimento sobre COVID-19 de fevereiro a março. Essa correlação evidencia o impacto da cooperação técnica da BIREME para atender à demanda de acesso e uso de informações e evidências científicas durante esta pandemia. Para mais informações, acesse o seguinte link.

Ampliação da oferta de informação científica e técnica sobre COVID-19 na BVS, com a inclusão de SciELO Preprints, preprints de ARCA FIOCRUZ, e das coleções sobre COVID-19 dos repositórios de preprints medRxiv e bioRxiv, com atualização diária.

Base de Dados Regional de Informes de Avaliação de Tecnologia em Saúde nas Américas, desenvolvida pela BIREME em um esforço conjunto com o Departamento de Serviços de Saúde da OPAS/OMS, oferece acesso a mais de 1.900 relatórios de avaliação de tecnologias em saúde , publicado por 31 instituições de 13 países das Américas. Devido à pandemia COVID-19, uma seção especial foi criada na base com mais de 270 relatórios de avaliação de medicamentos, dispositivos médicos e de proteção. O segundo semestre mostra um crescimento de 500% no número de usuários, 485% das sessões e 343% das pageviews.

redetsa

Global Index Medicus (GIM), uma iniciativa desenvolvida pela BIREME em coordenação com a sede da OMS, em Genebra, e os Escritórios Regionais da OMS, que visa organizar e divulgar a produção técnica e científica em países de baixa e média renda, oferece acesso a mais de 2,1 milhões de referências bibliográficas, das quais 67% em texto completo, disponíveis nas bases de dados LILACS, AIM, IMEMR, IMSEAR e WRIM, representando respectivamente as regiões das Américas, África, Mediterrâneo Oriental, OMS Sudeste Asiático e Pacífico Ocidental. Em 2020, o GIM cresceu cerca de 7% com mais de 145 mil novas referências bibliográficas. Sua interface de pesquisa cresceu 615% em número de usuários, 525% em sessões e 233% em pageviews em 2020, em comparação com 2019. 12% das pageviews em 2020 referem-se a documentos relacionados à COVID-19 e ao vírus SARS-CoV-2.

glinmed

Foi desenvolvida uma nova base de dados dedicada a estudos de sistematização de evidências para políticas de saúde, denominada PIE – Política Informada por Evidências, que já está disponível na BVS e possui mais de 560 estudos, entre policy briefs, diálogos deliberativos e outros tipos de conteúdo que sistematizam as evidências, muitos deles relacionados à COVID-19.

CARPHA EvIDeNCe Portal para o acesso à evidências em saúde pelos países do Caribe inglês. Em especial, a base de dados MedCarib continua a ser atualizada com cerca de 170 documentos sobre COVID-19 no Caribe. O portal teve um aumento de cerca de 80% nos acessos, comparando os meses de janeiro a outubro de 2019 e 2020.

carpha

O Serviço de Atenção ao Usuário conta com a nova plataforma “Pergunte ao Bibliotecário” disponível desde abril, com fácil acesso às diversas páginas e serviços da BVS, como a Vitrine de COVID-19 e as páginas de resultado da pesquisa. Até novembro, houve cerca de 330 atendimentos, com informação de apoio e acesso às metodologias desenvolvidas pela BIREME, e aproximadamente metade das solicitações são para subsidiar revisões sistemáticas e outros tipos de pesquisa.

A Rede de Referencistas esteve muito ativa durante o ano, ocorreram seis encontros virtuais nos quais os participantes foram capacitados em técnicas para a construção de estratégias de busca, o que resultou em cerca de 120 expressões de busca, que foram aplicadas para gerar e/ou atualizar os filtros no sistema de busca da BVS, nas Vitrines do Conhecimento. Apenas o tema COVID-19 conta com 31 filtros disponíveis em diferentes temas como reabilitação, vacinas, reinfecção, complicações e outros. O Repositório de Estratégias de Busca conta com o registro de 530 filtros.

Canais formais de comunicação da BIREME dinâmicos e em operação (Site institucional (nos idiomas espanhol, inglês e português), IntranetFacebookTwitter e o Boletim de notícias) compartilhando informação relevante sobre COVID-19 y dando visibilidade a outros produtos e serviços desenvolvidos pela OPAS/OMS, como a base de dados de Evidências e o próprio portal da OPAS, com informação atualizada constantemente sobre a pandemia.

Segundo Diego González, Diretor da BIREME, “a contribuição do Centro em face da pandemia de COVID-19 está no marco de nossa missão de democratizar a informação, o conhecimento e as evidências para a tomada de decisões em saúde e estivemos muito presentes em 2020 desde o início da pandemia e continuaremos a fazê-lo, com atualizações regulares das nossas bases de dados, produtos e serviços e com a participação em eventos virtuais cada vez mais frequentes. Informação de qualidade é um fator crítico no combate à infodemia e é aí que reside nossa contribuição”.

 

Links recomendados

Acessando informação em tempos de pandemia de COVID-19

Redes sociais e COVID-19: a contribuição da BIREME

Avanços na operação e na interface de busca sobre COVID-19 do Global Index Medicus

Vitrine do Conhecimento aporta informação sobre Enfermagem no contexto da Covid-19

Contribuições das Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas no contexto da pandemia de Covid-19

Rede de Referencistas: encurtando caminhos para acessar informação científica sobre 2019-nCov/COVID-19

O Campus Virtual da OPAS disponibiliza cursos sobre COVID-19