“Neste aniversário de 120 anos a Organização se renova e escuta as prioridades dos países para seguir no objetivo de melhorar a saúde das pessoas”, destaca diretor eleito da OPAS em solenidade no Brasil

2 Dez 2022
Auditório do escritório da OPAS no Brasil
2 Dez 2022

Brasília, 2 de dezembro de 2022 – Para celebrar seu 120º aniversário, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Ministério da Saúde do Brasil promoveram uma solenidade comemorativa com a presença de conselhos, entidades e autoridades convidadas que fazem parte da história de cooperação com o país.

A cerimônia contou com a presença do diretor eleito da OPAS, Jarbas Barbosa, que destacou que o aniversário é um marco para ressaltar as conquistas e refletir sobre os próximos desafios. “Nestes 120 anos a organização se renova e escuta as prioridades dos países para seguir no objetivo de melhorar a saúde das pessoas”, destacou.

Ainda de acordo com ele, “é preciso colocar em prática o conceito de recuperar para melhor do que estávamos” referindo-se ao fato de que não é possível voltar ao contexto anterior à emergência sanitária da COVID-19 e acrescentando que é necessário trabalhar para garantir novos avanços, incluindo os que foram obtidos como resultado da resposta à pandemia.

“A pandemia nos obrigou a fazer mudanças, mas também resultou em alguns avanços, como a teleconsulta como instrumento importante para apoiar o monitoramento e acompanhamento de pacientes crônicos e a ampla digitalização de dados na saúde”, ressaltou.

Anfitriã do evento, a representante da OPAS e da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil, Socorro Gross, agradeceu todas as entidades e instituições que fizeram e fazem parte dos 120 anos de trabalho ininterrupto da OPAS na promoção da saúde e do bem-estar para todos os povos.

A representante também ressaltou o valor da cooperação para promover a equidade em saúde, combater as doenças e melhorar a qualidade e a expectativa de vida dos povos das Américas.

“A cooperação é uma forma de crescermos juntos e de atuarmos com o mesmo objetivo. Porque compartilhamos a mesma paixão de mudar o mundo e isso só é possível com a garantia do direito à saúde, sem deixar ninguém para trás”, destacou.

Cooperação com o Brasil

“Onde há Brasil, há o SUS (Sistema Único de Saúde brasileiro). E onde há um país nas Américas, existe a OPAS levando a sua mão amiga para ajudar quem mais precisa”, destacou o ministro da Saúde do Brasil, Marcelo Queiroga, durante a cerimônia.

Queiroga chamou a atenção para a sólida parceria de cooperação entre o Brasil e a OPAS para o aperfeiçoamento do SUS e o alcance de melhores resultados em saúde no Brasil.

“Temos uma contribuição marcante no desenvolvimento da OPAS. O Brasil é uma potência em saúde pública porque construiu ao longo do tempo um sistema de saúde que é capaz de atender a cada um dos 210 milhões de brasileiros”, finalizou.

Participações

A solenidade também contou com a presença da secretária de saúde do Distrito Federal, Lucilene Florêncio, representando o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), da presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade, e do presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Pigatto.

“Para mim, é muito especial estar aqui hoje pela ligação histórica da Fiocruz com a OPAS e ressalto aqui a importância da cooperação no âmbito da América Latina e do Caribe e a fundamental partição da OPAS nos grandes programas de saúde do continente” – Nísia Trindade, presidente da Fiocruz. 

“Hoje eu quero registrar a nossa gratidão pela existência da OPAS e das pessoas que se dedicam à OPAS. Quem faz as instituições são as pessoas que estão à frente delas. Vida longa à OPAS e que nos próximos 120 anos a OPAS continue dando a sua importante contribuição” – Fernando Pigatto, presidente do CNS.

“A OPAS celebra hoje 120 anos e a mim coube o privilégio de assinarmos o primeiro termo de cooperação entre a Organização e o Distrito Federal. Que essa relação continue e seja ampliada por mais 120, 240 anos. Seguiremos trabalhando juntos e honrando os princípios do Sistema Único de Saúde” – Lucilene Florêncio, secretária de Saúde do Distrito Federal, representando na cerimônia o Conass.