Cooperação técnica entre a BIREME e a CGDI do Ministério da Saúde segue fortalecida

30 Mar 2022
TC con MinSal de Brasil

Em 15 de março, realizou-se uma sessão virtual com a equipe da BIREME, com a participação do Diretor do Departamento de Evidência e Inteligência para a Ação em Saúde (EIH) da OPAS/OMS e Diretor Interino da BIREME, Sebastián Garcia Saisó e a Coordenadora Geral de Documentação e Informação (CGDI), Shirlei Rodrigues, e Sandra Cristina Teixeira, responsável pela Disseminação de Informação Técnico-Científica em Saúde, ambas vinculadas à Subsecretaria de Assuntos Administrativos da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde do Brasil (SAA/SE/MS).

A reunião, parte da metodologia de gestão de projetos da BIREME/OPAS/OMS, teve por objetivo reportar e validar os resultados programados e alcançados pelo Centro no segundo semestre de 2021, no contexto do 6° Termo de Ajuste ao Termo de Cooperação 95 (TA6/TC95) e encaminhar atividades do Plano de Trabalho Anual (PTA) do 9° Termo Aditivo do TC95 (TA9/TC95).

Sebastián Garcia Saisó, deu as boas-vindas aos participantes e destacou os inúmeros resultados obtidos pelas equipes da BIREME em coordenação com a CGDI no semestre passado. Em especial, frisou, o alcance da BVS Brasil e as instâncias que compõe a Rede BVS, e os eventos realizados para orientar o uso de informação e evidência científica para a tomada de decisão, especificamente para apoiar na resposta à pandemia de Covid-19. Sebastián afirmou estar muito orgulhoso da contínua relação institucional com a CGDI/MS e do privilégio de poder contar com um ecossistema de instituições em todo o Brasil que dispõe de acesso à informação fidedigna em saúde, o que fortalece a BIREME e a Organização.

A seguir, Shirlei Rodrigues manifestou sua satisfação e orgulho com os desenvolvimentos de longa data entre a CGDI e a BIREME/OPAS/OMS. A disponibilização de informação confiável durante a pandemia de covid-19 por meio dos produtos e serviços desenvolvidos especialmente pelo Centro foi de extrema importância para pesquisadores e profissionais de saúde. A BVS do Ministério da Saúde, recém reformulada, constitui uma fonte de informação relevante para milhares de profissionais, tendo atingido a marca de mais de 1 milhão de acessos por mês. Shirlei reconheceu os diretores da BIREME, “que sempre mostraram muito apreço pela relação com a CGDI e tornaram a relação profissional muito profícua para ambos, uma relação ganha-ganha”.

De acordo com a agenda do encontro, foram realizadas as apresentações das áreas técnicas e administrativa sobre os resultados obtidos no segundo semestre de 2021 e reportados no informe encaminhado à CGDI, destacando-se:

  • Houve um aumento significativo no número de registros em bases de dados que adotam a Metodologia LILACS em 2021 devido ao processo ampliado de migração de bases de dados para o sistema FI-Admin. A contribuição da rede brasileira corresponde a 59% de toda a contribuição às diversas Fontes de Informação da BVS
  • Curso Introdutório de autoaprendizagem em comunicação científica – desde sua inauguração (JAN/21), com 1.300 matrículas de profissionais de saúde do Brasil e outros países da região, bem como de Portugal e países de língua portuguesa como Moçambique e Angola. O curso vem sendo divulgado nas redes sociais e outros canais de comunicação da BIREME
  • A Rede de Referencistas conta com a participação efetiva da rede Brasil, com profissionais atuantes em diversas áreas como: Oncologia, Odontologia, Psicologia, Veterinária, Saúde Pública dentro de Universidades, Centros de Pesquisa, Hospitais etc.
  • BVS MS publicada e em funcionamento na infraestrutura tecnológica do Ministério, por meio de trabalho colaborativo e coordenado com o DataSUS e a CGDI/SAA/SE.
  • Evento de lançamento e aniversário de 20 anos da BVS MS ocorreu em 31 de agosto de 2021 no canal do DATASUS ao vivo do YouTube
  • O desenvolvimento do novo Portal da Rede BiblioSUS foi concluído, implementando uma nova arquitetura de informação e novas funcionalidades
  • Plano de ação 2021 para o fortalecimento da Rede BVS Brasil – Foram realizados 6 encontros virtuais de acompanhamento e suporte técnico/metodológico para apoiar os coordenadores da BVS no desenvolvimento das atividades do plano
  • A Rede BVS Brasil adotou o Instrumento de Maturidade e 17 BVS preencheram o Instrumento sendo, 11 temáticas, 5 institucionais e 1 biográfica. A equipe da BIREME segue regularmente trabalhando na gestão e revisão do Instrumento de Maturidade para melhorias continua.
  • Atividades de monitoramento e fortalecimento institucional no 2º semestre de 2021 – (a) Foram realizadas mais de 10 (cinco) reuniões, online devido à pandemia global de COVID-19, com os pontos focais da contraparte CGDI/SAA/SE/MS, e diversas reuniões específicas com as áreas técnicas. (b) em 2021, gestão de 23 contratos de especialistas para ações de fortalecimento institucional CGDI/SAA/SE/MS.

Sobre a dinâmica da reunião

Silvia de Valentin, Gerente de Administração e Planejamento, agradeceu à equipe da BIREME pelos desenvolvimentos e contribuição na preparação do informe técnico e justificou a ausência de um ponto focal da OPAS Brasil na reunião, que entretanto, atua coordenadamente com a BIREME. Silvia fez uma síntese do objetivo do TC95 e o acompanhamento do seu desenvolvimento com elementos de gestão e financiamento.

Verônica Abdala, Gerente de Serviços e Fontes de Informação, e sua equipe reportou os resultados programados das macroatividades A-10 – Promover o uso da informação com acesso aberto e evidências técnico-científicas no âmbito do SUS; e A-11 – Fortalecer a gestão e a difusão da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) no Brasil.

Marcos Mori, Supervisor RST/MTI, apresentou os resultados da área de metodologias e tecnologias da informação com ênfase na BVS MS já em ambiente de produção, atualização do portal das Estações BVS e do projeto GNUTECA.

Lilian Calò, Coordenadora de Comunicação Científica em Saúde e Comunicação Institucional reportou a sobre as Atividades de comunicação envolvendo as ações de cooperação técnica do TC95-TA6 com o MS, apresentando o Plano de Comunicação redigido especificamente para responder às atividades de comunicação institucional do TA6/TC95, Lilian descreveu resumidamente os canais de comunicação e redes sociais da BIREME nos quais foram reportados ao longo do semestre os resultados de todas as macroatividades do Termo de Cooperação.

Sobre as ações de Comunicação Científica, destacou o Curso Introdutório de Comunicação Científica em Saúde em português, mostrando as estatísticas de acesso até a presenta data. Informou ainda que um curso avançado de comunicação científica, com foco em ciência aberta está em elaboração para ser publicado no idioma espanhol até final de 2022. Este poderá ser traduzido ao português, a exemplo do curso introdutório, se houver interesse por parte da CGDI.

Uma vez encerradas as apresentações dos resultados do segundo semestre de 2021, passaram à discussão atividades que farão parte do Plano de Trabalho Anual (PTA) TA9/TC95. Dentro de cada macroatividade foram amplamente detalhadas e discutidas entre as partes as ações a serem desenvolvidas.

As atividades de 2022, já consensuadas entre as equipes, considerando as atividades (1) já realizadas, (2) sendo realizadas em 2022; e (3) outras novas que serão realizadas serão consolidadas em documento a ser compartilhado. O novo PTA 2022 aprovado e coordenado com a OPAS/OMS Brasil passará a orientar as atividades das equipes da BIREME em 2022.