Meta de eliminação da tuberculose nas Américas até 2035 é possível, afirma representante da OPAS/OMS no Brasil

24 Mar 2022
cerimônia tb

Brasília, 24 de março de 2022 (OPAS) – No lançamento da campanha nacional do Ministério da Saúde do Brasil para combate à tuberculose, a representante da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) no Brasil, Socorro Gross, alertou que as Américas observam, neste momento, um aumento da mortalidade de pessoas por tuberculose. “O mais terrível é que nós temos crianças morrendo por uma doença que tem tratamento. A tuberculose tem cura”, enfatizou.

A OPAS pede investimentos, ajuda, atenção e informação urgentes para combater a doença em um momento em que a pandemia de COVID-19 reverteu o progresso feito contra uma das enfermidades infecciosas mais mortais do mundo. Todos os dias, mais de 70 pessoas morrem e 800 adoecem de tuberculose nas Américas. Embora os esforços para combater a doença tenham salvado mais de 1,2 milhão de vidas na região desde 2000, estima-se que as mortes anuais tenham aumentado em 3 mil no ano de 2020 devido à interrupção de serviços essenciais.

“A meta de eliminação para 2035 que a Região das Américas acordou com todos os Estados Membros no Conselho Diretor da OPAS é possível, porque é uma doença conhecida, nós sabemos quem são as pessoas vulneráveis e temos tratamento”, enfatizou Gross. No evento, a representante da OPAS parabenizou o Brasil pela introdução de dois novos tratamentos para casos de multidroga-resistência no Sistema Único de Saúde (SUS). “O país avança com novas estratégias para fazer diferença na Região das Américas. Parabenizo o país que pode fazer com que a tuberculose seja história, não que faça história”.

De acordo com Rodrigo Cruz, secretário executivo e ministro substituto do Ministério da Saúde, a ideia da campanha é chamar a atenção para a importância de se combater a tuberculose. “Precisamos lutar para erradicar essa doença. São mais de 4,5 mil óbitos por ano. E para atingirmos a meta de redução de cerca de 95% da taxa mortalidade até 2035, precisamos reduzir cerca de 330 óbitos por ano”, ressaltou. "Prevenção, diagnóstico precoce e tratamento são fundamentais para que a gente consiga o nosso objetivo. A boa notícia é que nosso sistema de saúde presta todo esse serviço, desde o diagnóstico ao tratamento.”

Dia Mundial da Tuberculose

A data é celebrada em 24 de março de cada ano para aumentar a conscientização sobre uma das principais causas infecciosas de morte do mundo e catalisar ações para lidar com seu impacto devastador na saúde, social e econômico em todo o mundo.

O tema da campanha de 2022 é "Invista no fim da tuberculose. Salve vidas" e transmite a necessidade urgente de investir em recursos financeiros, humanos e tecnológicos para intensificar o combate à doença e cumprir os compromissos assumidos pelos líderes mundiais.

Comunicação

+55 61 3251-9581 | comunicacao@paho.org