Versão em português do relatório da OMS ‘Saúde para Todos: transformando economias para fornecer o que importa’ é lançada no Brasil

29 Set 2023
Saúde para todos: transformando economias
29 Set 2023

Brasília, 29 de setembro de 2023 – A versão em português do relatório “Saúde para Todos: transformando economias para fornecer o que importa”, da Organização Mundial da Saúde (OMS), foi lançada nesta quinta-feira (28/09), em um evento promovido pelo Ministério da Saúde do Brasil e realizado no escritório da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) em Brasília.

Nesse pioneiro informe, o Conselho de Economia da Saúde para Todos da OMS propõe uma mudança de rumo para reorientar as economias a serviço do que é mais importante: a saúde para todas as pessoas. A nova perspectiva se baseia em quatro eixos:

  • Valorização: é preciso valorizar e medir o que importa utilizando novos parâmetros econômicos;
  • Financiamento: financiar a saúde para todos como um investimento a longo prazo, não como um custo a curto prazo;
  • Inovação: promover a inovação na esfera da saúde para o bem-comum;
  • Fortalecimento da capacidade: reforçar a capacidade dinâmica do setor público para proporcionar saúde para todos.

O relatório também fornece recomendações sobre o que pode ser feito na prática para implementar essas mudanças, inclusive mencionando exemplos como: 

  • O centro de tecnologia mRNA criado na África do Sul, que se baseia em um sistema de obtenção de valor que busca aproveitar ao máximo o equilíbrio entre inovação, financiamento e capacidade;
  • O investimento público do Brasil em um complexo industrial da saúde focado em atender ao bem-comum;
  • Bancos regionais de desenvolvimento como facilitadores de mudanças no Sul Global;
  • A Aliança para a Economia do Bem-Estar – uma rede de vários governos e mais de 600 outras organizações que trabalham em conjunto para colocar os sistemas econômicos a serviço da vida;
  • Abordagem integrada de governo para financiar os planos de ação nacionais (PAN) de resistência antimicrobiana por meio da orçamentação conjunta intersetorial, dado que a maioria dos PAN continua sem financiamento.

A tradução para português do relatório foi feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde do Brasil. Participaram do lançamento a representante da OPAS e da OMS no Brasil, Socorro Gross; a ministra da Saúde do Brasil, Nísia Trindade; a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos do Brasil, Esther Dweck; o secretário(a) de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde do país, Carlos Gadelha; o deputado federal Weliton Prado; e a economista Mariana Mazzucato, que presidiu o Conselho de Economia da Saúde para Todos da OMS.