Edição 2022 do DeCS/MeSH encontra-se disponível

14 Set 2022
DeCS edición 2022

A edição de 2022 dos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS/MeSH) encontra-se totalmente compatibilizada com a versão mais recente do vocabulário Medical Subject Headings (MeSH), produzido pela NLM.

O tesauro DeCS/MeSH é o resultado de uma das principais ações da cooperação técnica da BIREME/OPAS/OMS e a National Library of Medicine (NLM) dos Estados Unidos, estabelecida há mais de 35 anos.

O DeCS/MeSH permite que a mesma terminologia seja utilizada para recuperar informação da literatura científica na BVS em bases de dados como LILACS e MEDLINE, entre outras, nos idiomas espanhol, francês, inglês e português. O tesauro é usado na indexação e recuperação de artigos de periódicos, livros, anais de congressos, relatórios técnicos e outros tipos de material bibliográfico, o que confere aos usuários da região da América Latina e Caribe a possibilidade de localizar literatura científica empregando seu próprio idioma.

Atualização anual do MeSH

Mediante a atualização do MeSH 2022, cujo lançamento ocorreu em janeiro, foram adicionados 277 novos descritores, distribuídos por 15 categorias, uma vez que apenas a categoria [V] Características de Publicações não recebeu qualquer descritor novo nesta edição. Também foram concluídas as traduções ao português e espanhol das notas de escopo e de indexação alteradas pelo MeSH em registros já existentes, bem como as movimentações de termos entre os conceitos dentro da hierarquia.

As inclusões e alterações em relação ao ano anterior são detalhadas na página Edição atual no portal do DeCS/MeSH, onde também são indicadas as alterações feitas nas categorias exclusivas geridas pela BIREME/OPAS/OMS.

Criação da categoria Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas

O grande destaque da edição 2022 é a incorporação de uma nova categoria ao tesauro, a de Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas, [MT], que contou com a colaboração da Rede MTCI Américas, que coordena a BVS MTCI. Composta por 113 descritores, sendo 45 inéditos, a categoria atende à demanda já observada por usuários da BVS MTCI por uma especificidade de recuperação de literatura desta área temática.

As medicinas tradicionais, complementares e integrativas fazem parte de um tema que envolve uma série de sistemas médicos, terapias e práticas de saúde que têm em comum uma visão abrangente dos seres vivos, da saúde e da doença. Alguns destes sistemas fazem parte das tradições e saberes ancestrais de culturas antigas, outros são propostas inovadoras que promovem uma visão holística da vida, da saúde, dos processos de doença, cuidado, recuperação, reabilitação e até mesmo da morte.

A metodologia de elaboração da categoria MTCI no tesauro DeCS/MeSH abrangeu as seguintes etapas:

Etapa 1 – Proposta de identificação dos descritores e sua hierarquização baseada na estrutura temática já presente na BVS MTCI, seguida de constante mediação pelo comitê de especialistas da Rede MTCI Américas;

Etapa 2 – Submissão da hierarquia proposta e seus descritores à avaliação pública por meio de um formulário de questões com o objetivo de permitir que todos os interessados pudessem encaminhar suas sugestões, críticas e recomendar alterações. A consulta pública foi usada como mecanismo de participação social e esteve no ar por um período de cinco semanas nos portais do DeCS/MeSH e da BVS MTCI. Após compilação das respostas obtidas no formulário e o aceite de sugestões de inclusão ou exclusão de termos, a BIREME submeteu a proposta construída coletivamente à apreciação pelo comitê de especialistas para validação.

Etapa 3 – A publicação da nova categoria na hierarquia do DeCS/MeSH é a última etapa da metodologia e consolida os esforços empregados. Vale ressaltar que o vocabulário é dinâmico e novos descritores podem ser adicionados, eliminados ou movidos de posição em edições futuras do vocabulário.

Revisão da categoria Saúde Pública

Além da revisão anual do MeSH e da incorporação de nova categoria ao DeCS, consolidou-se a implementação das mudanças advindas da revisão da categoria [SP] Saúde Pública, que, por não constar do MeSH, é uma das exclusivas ao DeCS, juntamente com [HP] Homeopatia, [SH] Ciência e Saúde, [VS] Vigilância Sanitária e a já mencionada [MT] Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas.

A categoria [SP] Saúde Pública tem sido revisada desde 2019, com a colaboração de equipe bilíngue de especialistas, que constituiu o comitê para a revisão técnica. A revisão culminou com o acréscimo, na edição de 2022, de 112 novos conceitos, além da movimentação ou eliminação de mais 180 outros. O detalhamento desta atividade encontra-se na página sobre a edição atual no portal do DeCS/MeSH.

Variante do idioma espanhol da Espanha

Graças a um convênio de cooperação com a Biblioteca Nacional de Ciencias de la Salud (BNCS) do Instituto de Salud Carlos III da Espanha, a BIREME também é responsável pela incorporação das adaptações terminológicas ao espanhol da Espanha. No DeCS/MeSH, a porcentagem de diferença entre o espanhol da Espanha e o Latino-Americano nos conceitos preferidos de descritores gira em torno de 19%.

A fim de promover a visibilidade a esta variante idiomática e como inovação no portal do DeCS/MeSH, a partir da edição 2022, o resultado à consulta traz um botão em que o consulente tem acesso à variante do descritor no espanhol falado na Espanha, como no exemplo o descritor Degeneración Estriatonigral