Mais 1,9 milhão de vacinas do consórcio COVAX chegarão ao Brasil nesta quinta e sexta-feira

28 jul 2021
Homem é vacinado contra COVID-19

Brasília, 28 de julho de 2021 – Dois lotes de vacinas contra COVID-19 da AstraZeneca/Oxford chegarão ao Brasil nesta semana via Mecanismo COVAX: 1.533.600 na quinta-feira (29) e 441.600 na sexta-feira (30). O país continuará a receber novas doses desse consórcio ao longo das próximas semanas.

Desde março, o país já recebeu 7.989.600 imunizantes por meio do COVAX. Com essas novas vacinas, serão 9.964.800 – sendo 9.122.400 da AstraZeneca/Oxford e 842.400 da Pfizer/BioNTech. No caso desses dois tipos de imunizantes, é necessário que as pessoas tomem duas doses para completar a vacinação.

O COVAX é coliderado pela Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias (CEPI); pela Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (Gavi); e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – que trabalham em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), como parceiro chave na execução, bem como com organizações da sociedade civil, fabricantes de vacinas, Banco Mundial e outros.
 
O Fundo Rotatório da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) é o agente de compras reconhecido pelo COVAX para os países da região das Américas. Como o Brasil é um dos países autofinanciados do consórcio, as vacinas são adquiridas com recursos do Ministério da Saúde brasileiro. Os participantes de baixa renda recebem as vacinas sem custo. No caso da Região das Américas, dez países e territórios fazem parte desse segundo grupo: Bolívia, Dominica, El Salvador, Granada, Guiana, Haiti, Honduras, Nicarágua, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas.

Desde o início da pandemia, o Sistema ONU no Brasil tem trabalhado com as três esferas de governo, empresas e a sociedade civil para identificar e atender as necessidades da população na resposta à crise sanitária e a seus efeitos socioeconômicos.
 
Até que a maioria da população esteja completamente vacinada será fundamental manter todas as medidas preventivas de resposta à pandemia. Para as autoridades de saúde pública, isso significa fazer sistemática e massivamente testes de diagnóstico, rastreamento de contatos, isolamento, quarentena assistida e atendimento de qualidade. Para os indivíduos, significa evitar aglomerações, continuar com o distanciamento físico, higienizar as mãos regularmente com sabão ou álcool gel, usar máscaras e manter os ambientes bem ventilados.

Sobre a OPAS
A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) trabalha com os países das Américas para melhorar a saúde e a qualidade de vida de suas populações. Fundada em 1902, é a organização internacional de saúde pública mais antiga do mundo. Atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas e é a agência especializada em saúde do sistema interamericano.

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos. Saiba mais em unicef.org.br. Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e LinkedIn.
 
Contatos para imprensa

OPAS/OMS
Luís Felipe Sardenberg – comunicacao@paho.org – (61) 3251 9581
 
UNICEF
Elisa Meirelles Reis – ereis@unicef.org – (61) 98166 1649
Ester Correa Coelho – escorrea@unicef.org