• No Tobacco

OMS lança campanha de um ano para ajudar 100 milhões de pessoas a pararem de fumar

8 dez 2020

Genebra, 8 de dezembro de 2020 – A Organização Mundial da Saúde lançou nesta terça-feira (8) uma campanha mundial com duração de um ano para o Dia Mundial Sem Tabaco de 2021 – intitulada “Comprometa-se a parar de fumar durante a COVID-19”. O novo desafio da OMS via WhatsApp (Quit Challenge) e a publicação “101 razões para parar de fumar” foram divulgados hoje para marcar o início da campanha.

A pandemia de COVID-19 levou milhões de usuários de tabaco a quererem largar o cigarro. A campanha apoiará pelo menos 100 milhões de pessoas em uma tentativa de parar de fumar por meio de comunidades de fumantes.

A campanha “Comprometa-se a parar de fumar durante a COVID-19” ajudará a criar ambientes mais saudáveis que conduzam ao abandono do tabaco, defendendo políticas fortes para a cessação do tabagismo; aumentar o acesso aos serviços de cessação; aumentar a conscientização sobre as táticas da indústria do tabaco e capacitar os usuários de tabaco a tentarem de forma bem-sucedida parar de fumar por meio de iniciativas “Quit & Win”. 

Junto com seus parceiros, a OMS criará e construirá comunidades digitais onde as pessoas poderão encontrar o apoio social do qual precisam para largar o fumo. O foco estará em países com alta carga*, onde vive a maioria dos usuários de tabaco do mundo.

A OMS dá boas-vindas a novas contribuições de parceiros, incluindo empresas do setor privado que ofereceram suporte, como Allen Carr’s Easyway, Amazon Web Services, Cipla, Facebook e WhatsApp, Google, Johnson & Johnson, Praekelt e Soul Machines.

Parar de fumar pode ser desafiador, especialmente com o estresse social e econômico adicional que surgiu como resultado da pandemia. Em todo o mundo, cerca de 780 milhões de pessoas dizem querer parar de fumar, mas apenas 30% delas têm acesso às ferramentas que podem ajudá-las a fazer isso. Juntamente com seus parceiros, a OMS fornecerá às pessoas informações atualizadas, ferramentas e recursos de que precisam para fazer uma tentativa bem-sucedida.

De acordo com o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus “fumar mata oito milhões de pessoas por ano, mas se as pessoas precisarem de mais motivação para largar o vício, a pandemia fornece o incentivo certo”.

A OMS divulgou um resumo científico no início deste ano mostrando que os fumantes têm maior risco de desenvolver doença grave e morte por COVID-19. O tabaco também é um importante fator de risco para doenças crônicas não transmissíveis, como doenças cardiovasculares, câncer, doenças respiratórias e diabetes. Além disso, as pessoas que vivem com essas condições são mais vulneráveis a desenvolver um quadro grave da COVID-19.

Ferramentas de cessação globais e regionais serão lançadas como parte da campanha. Florence, a primeira profissional de saúde digital da OMS, está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, para ajudar as pessoas a pararem de fumar. Essa ferramenta é oferecida atualmente em inglês e em breve será lançada nos 6 idiomas oficiais da organização (árabe, chinês, francês, russo e espanhol).

Segundo disse o diretor de Promoção da Saúde da OMS, Ruediger Krech, “milhões de pessoas em todo o mundo querem parar de fumar - agora é o momento certo para investir em serviços integrais de cessação de nível populacional”. Ele complementou que “a OMS chama todos os governos a garantirem que seus cidadãos tenham acesso a aconselhamentos rápidos, linhas diretas gratuitas, cessação virtual e outros serviços digitais, terapias de reposição de nicotina e demais ferramentas que comprovadamente ajudam as pessoas a pararem de fumar.” Serviços sólidos de cessação melhoram a saúde, salvam vidas e economizam dinheiro.

Nota aos editores 

*Os países foco da campanha são:

  • República Democrática de Timor-Leste
  • República Federal Democrática da Etiópia
  • República Federal da Alemanha
  • República Federal da Nigéria
  • República Federativa do Brasil
  • Reino Haxemita da Jordânia
  • República Islâmica do Irã
  • República Islâmica do Paquistão
  • República Popular de Bangladesh
  • República Popular da China
  • República da Índia
  • República da Indonésia
  • República das Filipinas
  • República da Polônia
  • República da África do Sul
  • República do Suriname
  • República da Turquia
  • Federação Russa
  • República Socialista do Vietnã
  • Estados Unidos Mexicanos
  • Estados Unidos da America
  • Ucrânia