• OPAS doa para Secretaria de Saúde do Distrito Federal tablets, tendas e adesivos para cartões de vacina
    Fotos: Karina Zambrana/OPAS/OMS, ,
  • OPAS doa para Secretaria de Saúde do Distrito Federal tablets, tendas e adesivos para cartões de vacina
    Fotos: Karina Zambrana/OPAS/OMS, ,
  • OPAS doa para Secretaria de Saúde do Distrito Federal tablets, tendas e adesivos para cartões de vacina
    Fotos: Karina Zambrana/OPAS/OMS, ,

Para apoiar vacinação, OPAS doa para Secretaria de Saúde do Distrito Federal tablets, tendas e adesivos para cartões de vacina

15 abr 2021

Brasília, 15 de abril de 2021 – Para colaborar com a campanha de vacinação contra COVID-19 no Distrito Federal, Brasil, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) doou nesta quarta-feira (14) 20 tablets, 90 tendas e 1,2 milhão de adesivos para cartões de vacina.

Os adesivos para vacinação buscam dar maior segurança e facilitar o preenchimento de dados referentes à dose (primeira, segunda ou única), lote, laboratório, data de aplicação da vacina e assinatura. Os 20 tablets com internet 4G permitem economizar tempo na digitalização dos dados, agilizando o registro no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações do Brasil.

Foram doadas também 90 tendas para ampliar a instalação de novos pontos de vacinação nas unidades básicas de saúde e nos drive-thrus. Além de dar mais conforto para a população e trabalhadores de saúde, a medida garante maior segurança para a vacinação – tanto a de rotina quanto a contra COVID-19 e gripe (influenza).

A OPAS, que também atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas, já havia doado neste mês, em apoio às autoridades de saúde do Distrito Federal, 22.400 testes rápidos baseados em antígenos para fortalecer a capacidade de diagnóstico da COVID-19.

Os testes rápidos baseados em antígenos são melhores para determinar se alguém está infectado no exato momento em que faz o teste. Outros, como os testes rápidos de anticorpos, podem mostrar quando alguém teve COVID-19, mas geralmente dão um resultado negativo nas  fases iniciais da infecção. Por isso, os testes baseados em antígenos – assim como os testes RT-PCR – são importantes para o diagnóstico.

“A Secretaria de Saúde do Distrito Federal, o governador Ibaneis (Rocha) está muito agradecido por essas doações tão importantes da Organização Pan-Americana da Saúde, que tem feito um trabalho maravilhoso na questão da prevenção e na utilização dos imunizantes aqui no país”, afirmou Osnei Okumoto, secretário de Saúde do Distrito Federal.

A representante da OPAS e da OMS no Brasil, Socorro Grosso, parabenizou o trabalho da equipe de gestão e de todos os trabalhadores de saúde da linha de frente. “Para nós, essa doação é uma mensagem de agradecimento e de como nós podemos unir forças para vencer e mudar o rumo desta pandemia. A vacinação é uma das intervenções mais custo-efetivas em saúde pública e (faremos) qualquer coisa que possamos fazer para ter um atendimento melhor e preservar a saúde, preservar nossos trabalhadores que estão hoje dando tudo o que podem para levar saúde aos outros”, disse.

A Organização Pan-Americana da Saúde tem apoiado os esforços das autoridades de saúde do Brasil desde janeiro de 2020, inclusive com ações para fortalecimento da vigilância, da capacidade laboratorial e da vacinação, bem como envio ao terreno de equipes de emergência compostas por especialistas de diversas áreas.