OPAS doa 62 mil testes para diagnóstico de COVID-19 a Rondônia e 30 concentradores de oxigênio ao Amazonas

12 fev 2021
Testes de diagnóstico de COVID-19 armazenados no estado de Rondônia

Brasília, 12 de fevereiro de 2021 – A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) doou 62 mil testes rápidos baseados em antígenos ao estado de Rondônia, no Brasil, nesta sexta-feira (12), para apoiar os esforços do Ministério da Saúde do país e do governo estadual no fortalecimento de sua capacidade de diagnóstico.
 
O organismo internacional tem enviado esses insumos a diversos países da região das Américas com o objetivo de facilitar a identificação de pessoas infectadas pela COVID-19, mesmo em comunidades remotas.
 
A OPAS também doou 30 concentradores de oxigênio, nesta quarta-feira (10), ao estado do Amazonas. Esses equipamentos operam extraindo ar do ambiente para fornecer oxigênio contínuo, limpo e concentrado para pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica e, em concentrações mais elevadas, para hipoxemia crônica grave e edema pulmonar. O uso dos concentradores de oxigênio é uma estratégia custo-efetiva, especialmente quando cilindros de oxigênio e sistemas de oxigênio encanado estejam indisponíveis no momento.
 
As possibilidades de uso desse equipamento foram apresentadas pela OPAS no mês passado ao governo do Amazonas. A ação fez parte de um amplo apoio que a Organização Pan-Americana da Saúde tem dado ao estado. 
 
Recentemente, por exemplo, a OPAS doou 60 mil testes rápidos baseados em antígenos (para fortalecer o diagnóstico de casos de COVID-19 no Amazonas), 4.600 oxímetros (para monitorar as condições de saúde de pacientes), 45 cilindros de oxigênio (para abastecer estabelecimentos de saúde do Amazonas), 1.500 termômetros (para checagem de temperatura de pacientes) e contratou 46 apoiadores para ajudar a garantir o funcionamento do laboratório central do estado 24 horas por dia, sete dias por semana. 
 
A OPAS apoiou ainda o fortalecimento da capacidade de vigilância, comunicação de risco, vacinação, atenção à saúde e laboratório, inclusive com a contratação de profissionais e a criação de um Centro de Operações de Emergências.

Ações da OPAS

Desde janeiro de 2020, antes mesmo do primeiro caso da doença na América Latina, a OPAS tem colaborado com as ações do Ministério da Saúde do Brasil, dos estados e dos municípios na preparação e resposta à COVID-19.  
 
A Organização Pan-Americana da Saúde apoia ainda o desenvolvimento do plano nacional de vacinação do país, fornecendo suporte técnico e compartilhando as mais recentes evidências científicas relacionadas à doença. Além disso, a Organização promoveu o intercâmbio de experiências com especialistas de diferentes países, como China, Espanha, Itália e Japão, por meio de uma série de seminários, reuniões e outros eventos, de modo a apoiar o Brasil no desenvolvimento de protocolos, bem como informar as autoridades de saúde pública sobre as estratégias e descobertas mais atualizadas.
 
A OPAS também disponibiliza, em português, cursos virtuais para profissionais de saúde – inclusive por meio de parceria com as Escolas de Saúde Pública estaduais – e guias técnicos sobre COVID-19. Os temas dos cursos vão desde a prevenção, controle de infecções e cuidados clínicos até a elaboração de projetos para construção de Unidades de Tratamento de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), entre outros. Já os guias apresentam toda a produção científica mais recente, de modo a permitir que profissionais de saúde, gestores, população em geral e outros públicos possam proteger a si e aos outros.
 
A Organização Pan-Americana da Saúde continuará a prestar cooperação técnica em coordenação com as autoridades nacionais, estaduais e municipais de saúde, bem como em parceria com entes da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Contatos

+55 61 3251-9581 | comunicacao@paho.org