O ministro da Saúde, Arthur Chioro, participou nesta quarta-feira (10/06/2015) de audiência pública da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal, debatendo sobre o cenário da dengue no pais. O ministro apresentou as curvas epidemiológicas dos casos de dengue, mostrando que o Brasil esta passando por uma epidemia de dengue com mais de 1 milhão casos registrados até o dia 30 de maio,  ainda inferior aos 1,3 milhões de casos do ano de 2013, mas muito superior aos 591 mil notificados no ano de 2014.

"O resultado expressivo que tivemos em 2014 não foi lido pelos gestores municipais e estaduais como uma situação de resultado positivo que deveria ter desencadeado uma intensificação das medidas de controle para reproduzirmos esse padrão e não o de 2013" - disse o ministro.

As regiões Sudeste e Centro-Oeste concentram o maior número de doentes, e os estados com mais incidência são Acre, São Paulo e Goiás. 

O ministro também apresentou o  Plano de Contingência Nacional para Epidemias de Dengue, e as campanhas de prevenção e controle da dengue. Destacando o desafio de transformar os saberes da população em práticas de prevenção e as demandas intersetoriais inerentes as medidas de prevenção.

Além da dengue, foi exposta a situação epidemiológica do chikungunya e do Zika vírus no Brasil e seu respectivo Plano de Preparação e Resposta à Introdução do Vírus Chikungunya no Brasil.

O ministro também refutou a possibilidade de haver uma vacina contra a dengue viável e distribuída pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para o verão de 2016. O ministro frisou que a vacina do Laboratório Sanofi Pasteur, que encontra em processo de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não anima o governo. Apontando a demora na imunização, com necessidade de três doses, a baixa resposta imunológica (62%)  e sua não recomendável de uso em idosos e crianças, grupos populacionais mais vulneráveis, como suas principais debilidades.

O Ministério da Saúde mantém um termo de cooperação técnica com a Organização Pan-Americana da Saúde para implementação do programa "Prevenção e Controle da Dengue no Contexto da Gestão Integrada".